Respostas às perguntas que me fizeram: EQUIPAMENTOS !!!




Muitas pessoas, que querem começar a cicloviajar, ou que querem fazer uma viagem longa , como eu fiz, me enviam perguntas, com várias dúvidas que surgem neste momento crucial pré-viagem.

Tentei juntar aqui, as respostas às perguntas que me fizeram...são muitas e sobre várias temas.

Acho que pode ajudar a outras pessoas que porventura tenham as mesmas dúvidas.

Caso ainda tenha ficado algum questionamento sem resposta, podem me enviar, que terei total prazer em responder e aproveito para agregar aqui. A dúvida de um pode ser a de outras pessoas também!

Achei melhor dividir em vários posts que vão tratar dos assuntos mais questionados:

  • Equipamentos
  • Roteiro / Planejamento diário de pedal / Entrada em Outros países
  • Cuidados Pessoais (coisas de meninas, e de meninos também, porque não?)
  • Financeiro
  • Alimentação
  • Acampamento / Hospedagens / Segurança Pessoal
Viram que é assunto que não acaba mais, né?

Então senta que lá vem história!!!!

Outra coisa: são apenas a minha humilde opinião. Estão longe de ser verdade absoluta. São apenas constatações com base nas experiências que eu tive cicloviajando por aí.

Abraços pessoal, bons pedais e bons ventos a todos!!!

Equipamentos:


1 - Sobre a bike: Quais ferramentas vc levou ? Eu quando saio para pedalar, costumo levar bomba e reparo no caso de furar. mas acho que agora será necessário levar camaras de reserva né...


Ferramentas básicas que eu sempre levo em uma viagem: chave allen (aquelas meio quadradinhas), chave de corrente, chave de raio, raio reserva, pastilhas de freio reserva, corrente reserva (levei por um tempo, pois fazia o revezamento das correntes, mas em viagens curtas não costumo levar), chave de fenda. Remendo e 1 câmara de ar reserva e também inflador.

É bom vc ver se sua bike necessita alguma chave especial e caso precise, tente levar uma com você. 

Lembro que levei também aquelas blocagens que prendem a roda no quadro, de reserva. Uma vez, em outra viagem aconteceu sim de uma delas estragar.

Levei uns parafusos reserva também, que usava para prender a garupa traseira (são os mesmos parafusos usados no freio à disco). Também já tinha acontecido de quebrar um desses parafusos numa viagem.
Coisas importantes do quite gambiarra (vão te salvar num imprevisto): ter sempre arame, fita silver tape (já usei inclusive nos pneus que tinham estourados), abraçadeira plástica de vários tamanhos (conhecidas também  como enforca gato). Dependendo é bom levar essas abraçadeiras de metal também em tamanhos variados.


2 -Sobre os alforjes, quanto vc costumava carregar no total ?

  • Carregava 2 alforjes traseiros de 20 litros cada e 2 dianteiros com 25 litros no total. Carregava atrás na garupa, uma bolsa com a barraca, saco de dormir, rede e colchão (sobre cada um destes equipamentos tem este post no blog).
  • Quando estava abastecida com comida e água o peso ficava em torno de 50 kg (bike + alforjes + comida/água).

3 - Vou levar meu notebook pra ir registrando, escrevendo, por isso também perguntei sobre o alforje, tipo o melhor lugar para guarda-lo, do lado ou em cima do alforje, pq estou vendo um modelo que tem uma terceira bolsa e vai em cima do bagageiro no meio.


Eu levei notebook também. O meu eu guardava no alforje traseiro embrulhado na jaqueta de pluma e outras roupas de frio, assim ele ficava protegido e ainda não ficava a vista.

Quase todos eletrônicos eu deixava junto neste alforje, a exceção da máquina fotográfica, que ficava num alforje da frente, pra ficar mais fácil de tirar se necessário.


4 - Como compro a barraca, digo como peço ao vendedor? Ex: Preciso de uma barraca que aguente temperaturas abaixo de zero. Isso ? Você colocava alguma lona embaixo dela antes de monta- lá ? Já que a mesma não tem estacas né, achei ótimo esse modelo. Pois se for armar em algum barracão ou algo parecido e não tiver onde fincar as estacas…


As barracas sem estacas (como a minha) se chamam autoportantes. Elas são muito boas mesmo, pois no caso de acampar dentro de alguma casa, escola, igreja, galpão, você pode armar sem problemas. As vezes armava só a parte interna pra proteger dos mosquitos.

A minha barraca é uma 3 estações (aguenta bem chuva, frio e no calor você pode usá-las). Recomendo essa, pois é boa pra uma variedade enorme de situações e, ainda no Brasil, com clima quente, se pode usar tranquilo. As de 4 estações são pra climas muito extremos (altas montanhas, neve, etc). Não recomendo, pois no calor é praticamente impossível de usar. Lá no post sobre equipamentos falo mais sobre o modelo que usei na viagem.

Eu comprei um item adicional, tipo uma lona, mas da mesma marca da barraca, que você coloca debaixo dela. Ajuda a proteger e evitar furos. Recomendo usar qualquer tipo de lona embaixo da barraca. Acho que ajuda bastante.


5 - Você levou colchão inflável, mas mesmo assim precisa de isolante térmico embaixo né ? Saco de dormir, algum especifico ? E é suficiente para o frio ? Dormia com a mesma roupa que pedalou, ou que vai pedalar no dia seguinte ?  
Ah eu pergunto mesmo kkkkkkk, antes perguntar do que passar apuro né...

Levei colchão inflável sim. Mas o meu já funcionava como isolante. Eu dormia muito bem nele. Levei também uma rede da marca KAMPA, super compacta e em determinadas situações vc nem precisa armar a barraca. Aprendi a dormir na rede e é muito bom. Lá no post sobre equipamentos falo mais sobre isso também.

Tinha um saco de dormir bem simples e para temperaturas moderadas. No chile, depois de passar por um perrengue numa noite muito fria, resolvi comprar um para temperaturas abaixo de zero grau. Uso da marca Seatosummit que está também descrito no post dos equipamentos que usei.

Dormir com a mesma roupa do pedal não rola né gente. No máximo dá pra pedalar com a mesma roupa no dia seguinte, caso não dê pra lavá-la. Eu tinha separada uma roupa pra usar depois do pedal, limpinha, colocada depois do banho, claro! Se dormir com a mesma roupa de pedalar se prepara para ter uma inhaca te acompanhando no seu saco de dormir pra sempre. rss


6 - vale a pena investir num quadro de cromo mobdileno, ou um bom quadro de alumínio é mais que suficiente, mesmo não tendo a possibilidade de soldar ele tão facilmente?


O meu é alumínio e NUNCA (tenho a minha bike há mais de 5 anos) deu problema. Mas é um bom alumínio de uma marca boa (specialized). Quadros de cromo vc encontra bem baratos, de bikes mais antigas, normalmente. Em bicicletários de prédios, vc costuma achar muitas bikes sem uso e que podem ser perfeitamente adaptadas para cicloturismo. Mas algumas marcas de bicicleta específicas para cicloviagem vendem sim com quadro de cromo.

7 - Barracas da Manaslu são caras (preços semelhantes as the north face), mas tem fama de excelente qualidade. Vale a pena comprar uma top de linha como ela ou uma meio termo já é suficiente?

Eu comprei uma top de linha (MSR Hubba Hubba NX tent 2p), é uma 3 estações, super leve e que aguentou o rojão por 3 anos. A barraca foi minha casa neste tempo,  podia armá-la sob chuva forte, neve, sol, temperaturas altas e baixissimas. Sempre me senti segura…

Ou, seja, pra mim valeu muito a pena o investimento...e ainda espero que ela dure muito. Pra fazer mochilão também é ótima devido ao peso reduzido e também por ser compacta.

Não conheço as barracas da Manaslu, mas também já ouvi dizer que são muito boas.





8 - Vale mais a pena comprar uma 4 estações (a ideia é ir para locais como o Salar de Uyuni e Bariloche) ou uma 3 estações com um bom saco de dormir e isolante térmico são suficientes?

3 estações.
4 só se vc quer usar apenas em alta altíssima montanha e frio tipo nevando.

9 - Qual tipo de passagem de marcha é mais adequado para bike? rapidfires, giratórias, ou com alavancas?

Não tenho opinião formada sobre isso...rss...mas o meu é rapdfire, acho que é o mais usado hoje.

10 - Freios a disco ou v brake?

Os meus são a disco. Ao contrário do que todo mundo fala, não me deram nenhum problema durante 2 anos (claro, que realizando algumas manutenções preventivas) e me sentia muito mais segura em descidas muito longas. ]
Vbrake vantagem, manutenção barata, fácil de consertar em qualquer lugar.

11 - Bagageiros de aço ou alumínio?

Se puder usa aço. Alumínio com muito peso é certeza que vai quebrar.

12 - Barraca com cores que chamem atenção ou camufladas?

uai, depende….rss...a minha era branca, ia preferir uma verde, mas não tinha. Nunca tive problema por isso.

13 - Bagagem estando com 20% do peso bike+ciclista é o ideal máximo?

Acho que não existe uma regra, nem uma verdade absoluta.
Hoje existem pessoas que viajam no estivo bikepacking, com pouquíssimo peso.
Eu viajei com bastatante peso, mas eu era autosuficiente. Você tem que levar o que é necessário/importante pra você. Isso é altamente relativo.
Eu peso 60kg + bike 20kg = 80kg carregava aproximadamente 25kg de bagagem!

14 - Alforjes não impermeáveis com sacos estanques dentro ou alforjes impermeáveis?

Minha opnião: se puder invista em bons alforjes. Impermeáveis principalmente. Os ortlieb (alemães) são sem dúvida os melhores. Usei por 2 anos ininterruptos e estão novos.
Mas hoje existem muitas marcas, acredito que até algumas brasileiras, que fazem alguns muito parecidos com estes da Ortilieb. Investir em equipamentos bons é ter menos dor de cabeça durante a viagem.
Outra coisa. É possível fazer alforjes também. Encontrei muitos viajantes com alguns feitos com galões plástico.
Vantagem deles: ecológicos, chamam menos atenção, podem ficar impermeáveis, custo quase zero se você mesmo fizer. Aqui você encontra um tutorial bem legal. Mas, busca no youtube que você vai encontrar outras dicas!


15) Roda aro 26 ou 29?
Eu acho que hoje em dia é tranquilo qualquer uma das duas.
A aro 26, se der pau, você com certeza vai char reposição em qualquer birosca.
Mas levando câmara reserva, e quem sabe um pneu reserva, a 29 é tranquilo também.
A minha é 26 e viajarei com ela por muito tempo ainda. Espero!
Mas tenho uma amiga que fez cicloviagem na Europa e ela teve dificuldade em encontrar reposição para sua roda aro 26. Ela disse que por lá é mais comum 27.5 ou 29.

16) Quadros da cannondale são bons?
Não tenho ideia. São famosos né? Deve ser bom, mas nunca tive um.

17) Além do dínamo, como conseguir energia para carregar celular no meio do nada?
Placas de energia solar e baterias externas. Eu usei a segunda opção.

18) Após o dia de pedalada ainda resta energia para editar fotos?
Eu não tinha. Fazia isso nos dias de "folga"!


19) Fogareiro de combustível é seguro? (corre risco de explodir?)
Depende da marca que vai comprar. Marcas como Primus/MSR são muito boas e seguras.

20) Ciclocomputador é importante?

Usei toda viagem porque gostava de saber quantos km havia pedalado, tanto no dia quanto no geral. Eu acho que vale a pena e é um item relativamente barato. Usava o da marca Cateye - velo 9 . Hoje existem modelos mais modernos com certeza. Mas essa marca é boa.
21) guidão borboleta faz tanta diferença assim?
Não sei, pois nunca usei. Acho que te dá mais possibilidades de mudança na pegada...então pode ser mais cômodo. Eu usava o guidão normal, mas com um "chifrinho" e isso ajuda bastante também.

22 - Quais acessórios não valem a pena comprar porque os que você faz funcionam tão bem quanto?

Então...isso tudo depende da sua disponibilidade de fazer ou dinheiro pra comprar.

Fogareiro, da pra fazer até estes de latinha de cerveja e já ouvi relatos que funcionam bem.

Alforje dá pra fazer.
Saco estanque: da pra fazer.

Esses dois lá no blog (www.blogpedaladas.blogspot.com.br - Equipamentos) coloco alguns vídeos ensinando.
Hoje em dia vc pode fazer de tudo!!!! Então vai da sua disponibilidade e habilidade mesmo.





23 - 21, 24, 27 ,30, 255418541654 marchas, faz tanta diferença assim na subida?
Usei 30v, mas acho que 27 já tá ótima.
Nas subidas dos Andes e no Brasil também, por exemplo na Estrada Real, faz sim diferença ter mais marcha...rss...Mas , não é nada limitador...Não deu pra pedalar? Desce da bike e empurra!!!!



24 - 4 estações só se vc quer usar apenas em alta altíssima montanha e frio tipo nevando. (mas no Deserto do Atacama chega a fazer -20 a noite, será que uma 3 estações dá conta, mesmo não tendo neve?)
Eu peguei frio de -15 várias noites com uma barraca 3 estações. Aposto que vc ficará mais tempo em temperaturas quentes que em temperaturas negativas. O mais importante é vc ter bom saco de dormir e bom colchão. Estes dois itens farão a diferença nas noites de muito frio. Lá no blog eu detalho a marca de cada um dos que eu comprei.



25- Tu conheces algum alforje bom, impermeável, mas com divisões internas? Queria um impermeável mesmo, mas não consegui encontrar um desses com divisões internas!



Infelizmente com divisórias nao conheço.



26. Freios a disco dão muito trabalho para trocar? será que eu consigo aprender a fazer isso com ferramentas que se levem numa viagem?

Eu mesma trocava só as pastilhas. Isso é muito fácil. Mas de tempos em tempos, tipo a cada 6000km fazia uma revisão geral (com alguém entendido do assunto) e verificava todos os itens do freio/suspensão/bike.

27 - Tenho próximo de nenhuma noção de mecânica de bicicleta, o que é imprescindível aprender para uma viagem?

Quanto mais vc souber melhor. Hoje em dia no youtube vc encontra tutoriais sobre tudo. Mas o básico tem que saber: trocar pneu, remendar câmara de ar, trocar corrente (tem que ter uma chave específica), trocar pastilhas de freio. Isso é o basicão e super tranquilo de aprender.

28 - A bike chegou a estragar em lugares longe das cidades?

Sim, algumas vezes. Mas eu tinha ferramentas pra me socorrer com problemas básicos. Nunca tive problemas graves.

29 - Como fazia pra tirar aquelas fotos "tops"?

hahaha sempre com muita paciência, fazendo várias tentativas. Levei um tripé para câmera, de tamanho médio, com ele podia tirar fotos simulando que estava pedalando. Ajudou muito. Recomendo. Tinha uma câmera fotográfica que não era profissional, mas era muito boa. Saí com uma dessas que troca lente e tinha uma lente 16-55mm e outra 55-230mm, com essas duas lentes dava pra tirar boas fotos. Tinha também uma gopro pra gravar vídeos. Mas sei de gente que só com um bom celular consegue tirar lindas fotos e fazer ótimos vídeos.


30. Quais itens você levou para a viagem e que acabou não usando?

Quando você pensa na viagem, as coisas que você imagina que serão necessárias tem mais relação com sua vida atual do que com a sua vida futura...Então, claro, levei algumas coisas que não usei nada:

roupas (vestido -saí com 2 acreditem, blusinhas), maquiagem (acreditem, eu coloquei na necessaire base e bluch ), camellback (aquelas mochilinhas com reservatório de água), creme de corpo/rosto (no fim fiquei usando só bepamtol e hipoglós pra tudo...hidratação de corpo e rosto)

Dos equipamentos que levei usava bastante tudo. Pesquisei muito antes sobre o que era necessário e com as pequenas viagens que tinha feito antes deu pra ter uma boa noção do que eu iria precisar.

31 - Quais itens você viu que eram muito úteis e que recomendaria?

Algumas coisas eu vi que foram muito úteis nesta viagem. Começo pela frigideira. SIM. Já no meio da viagem, comprei uma frigideirinha, bem pequena, mas essas de verdade, de teflon. Gente, minha vida mudou depois desta frigideira. As comidinhas tinham cara de feitas em casa. O ovinho frito saia perfeito. Omeletes. Verduras refogadas. Como diria meu amigo, até tortilhas espanholas eu consegui fazer. Sem contar que no Brasil, todos os dias tinha tapioca!!! Por isso, é um item que super recomendo.

Outro item que foi muito útil foi a rede. Mas calma, não essas redes grandes. Usei uma bem compacta da marca KAMPA. Não pesa quase nada, e poder tirar aquele cochilo depois do almoço, debaixo da sombra de uma árvore, não tinha preço.

Outra coisinha que foi minha companheira do começo ao fim foi uma garrafa térmica. Gente, isso é qualidade de vida. Imagina, no inverno ter aquele chá quentinho, quando as temperaturas castigavam. E no verão, quando bate aquele sol, que ninguém aguenta mais, você tira a garrafinha e a água ainda está gelada. Gente, sério é tudo de bom.

Tenha um lençol. Sim, um lençol de solteiro. É uma delícia deitar no colchão inflável, essa coisa plástica, com um lençol por cima. Parece que você está numa cama de verdade. E no verão não tem nada melhor pra dormir. Passei a fazer isso quando estava pedalando pela Colômbia. De tanto calor mal podia olhar pro meu saco de dormir. Foi aí que decidi comprar um lençol e foi a melhor coisa do universo.

32. Levava quantas bolsas?

Eu levava 5 bolsas. Basicamente divididas da seguinte forma:

Dianteiras: uma com comidas e outra com o fogareiro, panelas, luzes e câmera fotográfica.

Traseiras: nas duas laterais levava basicamente, roupas, sapatos, artigos eletrônicos.
Na que ficava em cima da garupa levava barraca, colchão inflável, saco de dormir, rede..

33. E quantos litros de água?

Normalmente levava no mínimo 2 litros.
Mas em alguns momentos da viagem levei bem mais, principalmente quando passei por regiões desérticas em que não sabia onde poderia reabastecer.


É isso pessoal. Tem ainda alguma dúvida? Pode me enviar que eu respondo.
Em breve os outros posts com as "Respostas às perguntas que um dia me fizeram"... sobre outros temas!!!



Tenha acesso a mais conteúdos aqui:

        Livros, Fotos , Vídeos, Face e Podcast 


Quer saber das outras pedalADAs? Veja aqui no mapa !
Bons pedais pessoal e até as próximas!!!










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Sujou...pintou cachorro na área...o que fazer???

Documentário: "Um ano entre Kouru e Ushuaia.

Aplicativos úteis em viagens de bicicleta!